• bannereich.png
  • comercio3.png
  • fabianetopo.png
  • gersoncpers.png
  • hermes2.png
  • jadlg.png
  • limberg2.png
  • ponto10d.png
  • seeb.png
  • simpro.png
  • sind.png
  • sindis.png

RS fecha 3,6 mil vagas de emprego com carteira assinada em julho

Publicado em: 24/08/2019

 

 

 

Estado registrou 88.754 admissões e 92.402 desligamentos em julho

foto: Jessé Giotti

 

da GaúchaZH

 

Resultado negativo no Estado foi puxado pelo mau desempenho da indústria de transformação

O Rio Grande do Sul amargou o quarto mês consecutivo com mais demissões do que contratações no mercado de emprego formal. O Estado registrou 88.754 admissões e 92.402 desligamentos em julho, fechando 3.648 vagas, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados na manhã desta sexta-feira (23). O RS figurou na penúltima posição entre as unidades da federação, ficando atrás apenas do Espírito Santo, que fechou 4,1 mil postos. 

O resultado adverso no Estado foi puxado pelo setor da indústria de transformação, que registrou saldo negativo de 2.707 vagas no período. Na outra ponta, apenas a administração pública aparece no azul, com a abertura de somente 16 postos de trabalho. 

O professor de economia do trabalho da UFRGS Giácomo Balbinotto Neto afirma que, ao contrário do primeiro trimestre, quando fatores sazonais impulsionam a geração de emprego, esse período do ano não conta com eventos que aumentam a demanda por mão de obra. Balbinotto Neto também cita o cenário econômico combalido do país para explicar a falta de investimento e a pouca geração de empregos:  

— A economia brasileira como um todo se encontra deprimida, com baixo nível de atividade econômica. Isso reflete em menor nível de investimento, menor nível de demanda e aí por diante.

— A economia brasileira como um todo se encontra deprimida, com baixo nível de atividade econômica. Isso reflete em menor nível de investimento, menor nível de demanda e aí por diante.

No acumulado do ano, o primeiro trimestre positivo no RS garante saldo de 18.083 vagas. Desde 2012, o Estado não sai do vermelho no mês de julho, segundo a série histórica do Caged, que iniciou em 2004. No ano passado, foram fechadas 2,6 mil vagas no mesmo período.

Leia direto na fonte: https://bit.ly/2TYhSwH

  • bancarios-sindicato20160328.png
  • cprgsbannerl.png
  • d90d1784-7bef-4709-89cc-43a0c1bbea83.jpg
  • e9aa0085-5706-4b39-b64a-277c478a7fcb.jpg
  • servidores-municipais-logo250-201902.jpg
  • sindisaude.png
  • SitioMargarida200x200-20171116.jpg
  • 16f338d8-07ee-4170-b637-5f81d690af77.jpg
  • 69ec07e2-3820-4b13-becd-833c1be37021.jpg
  • baixo.png
  • bannersimpro2.png
  • CafePequeno20151016-164x164.jpg
  • jadlog20170906.gif
  • limberger-advocacia-250-20171108.jpg