Estudantes desocupam universidade

Publicado em: 03/09/2019

Depois de negociação entre estudantes e direção do Campus, o bloco A da UFFS Campus Cerro Largo foi desocupado. Isto ocorreu por volta do meio-dia desta segunda-feira (02), depois de dois dias ocupado em protesto pela nomeação do professor Marcelo Recktenvald para reitor da instituição.

Recktenvald era o terceiro nome que integrou a lista tríplice encaminhada ao presidente Bolsonaro. Obteve 20% dos votos da comunidade acadêmica e não participou do 2º turno.

Os estudantes não descartam outras ações para manifestar contrariedade em relação à indicação do governo.

Durante a ocupação foram realizadas diversas atividades. Sábado (31), ocorreu discussões com o foco em políticas de cotas e ações afirmativas. No domingo, foi exibido o filme "Democracia em Vertigem" e na sequência debate.

Para entender o caso

O reitor nomeado por Bolsonaro na sexta não chegou a participar do segundo turno do processo, realizado em 28 de maio. Participaram as duas chapas mais votadas. O resultado foi Anderson André Genro Alves Ribeiro em primeiro lugar, com 54,1%; e Antônio Inácio Andrioli, com 45,9%.

O reitor da Universidade Federal Fronteira Sul, UFFS, Jaime Giolo, se despediu da comunidade acadêmica  deixando a Reitoria após Jair Bolsonaro nomear o terceiro colocado na consulta pública. O Decreto, publicado no Diário Oficial da União, coloca o professor Marcelo Recktenvald para o mandato de quatro anos. A UFFS é a quinta Universidade que sofre intervenção do governo.

 

 

 

  • bancarios-sindicato20160328.png
  • cprgsbannerl.png
  • d90d1784-7bef-4709-89cc-43a0c1bbea83.jpg
  • e9aa0085-5706-4b39-b64a-277c478a7fcb.jpg
  • servidores-municipais-logo250-201902.jpg
  • sindisaude.png
  • SitioMargarida200x200-20171116.jpg
  • 16f338d8-07ee-4170-b637-5f81d690af77.jpg
  • 69ec07e2-3820-4b13-becd-833c1be37021.jpg
  • bannerlhermes.png
  • bannersimpro2.png
  • CafePequeno20151016-164x164.jpg
  • jadlog20170906.gif
  • limberger-advocacia-250-20171108.jpg