Votação eletrônica nas Eleições do Sinpro/RS

Publicado em: 02/11/2019

O processo conta com 204 urnas fixas e volantes para registrar o voto dos 21.779 associados, 5 a 7 de novembro, em todo estado

 

Começa nesta terça-feira, 5, e se estende até quinta-feira, 7, a votação das eleições 2019 do Sinpro/RS. O pleito envolve 21.779 mil professores associados do Sindicato em todo o estado. A apuração dos votos será no dia 8 de novembro. Neste ano, de forma inédita para o Sindicato, serão dois grupos de votantes:

1. Pela internet
Associados aposentados sem vínculo empregatício, professores que atuam em escolas com menos de três associados e professores que efetuam o pagamento da mensalidade do Sinpro/RS por meio de doc.
OBS. O Sinpro/RS enviou para este grupo – por carta, mensagem de celular (SMS) e e-mail – a senha e o link de votação.

2. Nas urnas eletrônica
Disponibilizadas de forma fixa e volante nas instituições de ensino de todo estado e nas sedes do Sinpro/RS.
Os associados, vinculados a instituição de ensino, votarão em dispositivos móveis (tablets) portados por mesários especialmente treinados e identificados. Consulte os locais de votação em Porto Alegre e demais cidades do interior aqui.

O processo eleitoral foi aberto no dia 17 de agosto, em Assembleia Geral, que elegeu a comissão eleitoral para coordenar as eleições. O prazo para inscrição de chapas foi até 25 de setembro. Uma chapa foi inscrita para o pleito (confira os integrantes e as propostas). Se eleita, a Chapa 1 – Novos desafios, ficará à frente do Sinpro/RS de 1º de janeiro de 2020 a 31 de dezembro de 2022.

“A participação das professoras e dos professores nas eleições do Sindicato é de fundamental importância”, destaca Erlon Schuler, integrante da atual direção e da Chapa 1. “Isso é o que dará credibilidade e força às lutas empreendidas pelo Sindicato no próximo período. O ano de 2019 foi marco por uma negociação extensa e aguerrida com os sindicatos patronais, demonstrando o avanço das forças que desejam relativizar direitos já conquistados. Assim, a participação de todos os profissionais é, além de estratégica, um ato de defesa pela continuidade das lutas”, explica ele.

Todo o processo de votação será realizado pela empresa Eleja On Line, especializada em votações deste tipo. O sistema é criptografado e tem certificações de segurança que permitem auditoria. “O que se deseja é que a categoria possa comparecer às urnas e expressar sua vontade, mas que os procedimentos burocráticos sejam muito mais ágeis e precisos”, explica Rômulo Escouto, presidente da comissão eleitoral, composta também pelos professores Ana Lúcia Tomazi, Elói João Kirsten, João Batista de Barros Minuzzi, Antonieta Beatriz Mariante e Rejani Maria Friedrich.

Informações sobre as eleições e os editais específicos podem ser acessados no site eventos.sinprors.org.br/eleicoes