Coluna do Orlando #22

Publicado em: 29/11/2019

Governo Eduardo Leite (PSDB), não apresentou em 11 meses de governo nenhuma pauta de Desenvolvimento do Estado. Só pautou vender patrimônio e destruir os serviços públicos e os direitos dos servidores, especialmente os que ganham menos como os professores/as. Governador, nem a sua base consegue defender seu projeto nefasto. Retire e negocie pelo menos. Nem parece que o Sr. teve, para chegar onde chegou, que passar pelas mãos de professores e professoras. Esta categoria não merece esse desprezo de um Governador que põe a polícia bater nos manifestantes.

A Greve dos Professores/as é a maior ocorrida no RS. O momento é este, de apoio incondicional à greve e a luta do magistério. Para os professores  ou interrompe estas maldades agora ou será tarde demais.

Destruir os serviços públicos, significa que a população mais necessitada será a mais atingida. O ataque aos serviços públicos envolve as áreas de saúde, de educação, de segurança. E pra onde vai o dinheiro? Tudo para o sistema financeiro. Até quando o povo vai suportar? Muitos não percebem que serão as próximas vítimas.

O Preço da carne disparou. Se foi o churrasquinho, que na era Lula e Dilma, eram todo o final de semana. Depois,  passou para o primeiro domingo do mês, quando entrava o salário e agora será eventual para a maioria. Antes o povo comia melhor. Ouço muito,  “era feliz e não sabia”.

Bolsomínios arrependidos: Cada dia aparece mais gente arrependida do voto em Bolsonaro, alguns envergonhados, outros com coragem de admitir. Mas ainda permanece um número de pessoas que defendem cegamente seu representante, mesmo com a proteção do Queiroz, mesmo com as evidências do envolvimento da família Bolsonaro na morte de Marieli, e também das milícias, mesmo com a explosão do PSL, seu caixa 2 via pagamento de empresas fora do país para remeterem pelo WhatsApp  fake news, o que ajudou de forma decisiva na sua vitória. Mesmo entregando as nossas riquezas, mesmo retirando os direitos dos trabalhadores construído por muitas lutas, mesmo com as maiores barbaridades ambientais como o vazamento do óleo, as queimadas da Amazônia, o desmonte das questões ambientais, o desmonte das políticas públicas, a compra de parlamentares para votar a reforma da previdência. Os pseudo moralistas continuam levando ferro junto,  mas firmes na defesa do pior Presidente dos últimos anos.

Lei da chamada Liberdade econômica: Aqui em Santa Rosa, com a chamada lei da liberdade econômica, querem autorizar abrir o comércio varejista aos domingos sem passar por acordo sindical, só para beneficiar uma empresa que faz esta exigência para se instalar. Nenhuma empresa que se instalou em Santa Rosa exigiu mudanças nas regras existentes e todas estão aí contribuindo com a geração de empregos e o nosso desenvolvimento. Favorecer um privilegiado que teve 115 anos para pagar suas dívidas, em detrimento de todos que aqui estão, sem as mesmas condições, não me parece a decisão mais acertada. Pergunto para os defensores da família: cadê o domingo reservado para a família, para o pai e a mãe ter um tempo para os filhos?  para as atividades religiosas, para o descanso?...Não vai aumentar os empregos, porque não aumenta a massa salarial e nem o número de empregados, apenas quebra com os mais pequenos e favorece uma grande empresa. Tem muito empresário e comerciário  contra, mas calados sem coragem de contrariar. Mas o discurso é sempre o mesmo: vai aumentar os empregos. Digo que não vai, apenas vai transferir empregos de um lugar para outro.  O tempo dirá quem tem razão.

*Orlando Desconsi é graduado em Direito e Educação Física. Foi prefeito de Santa Rosa e deputado federal. Atualmente, assessora o deputado estadual Jeferson Fernandes (PT).