• aanovo.png
  • BANNER.png
  • bannereich.png
  • comercio3.png
  • fabianetopo.png
  • gersoncpers.png
  • hermes2.png
  • jadlg.png
  • ponto10d.png
  • seeb.png
  • simpro.png
  • sind.png
  • sindis.png

Maio: a maior inflação em 25 anos

Publicado em: 09/06/2021

PRESSÃO NO BOLSO

Inflação chega a 0,83% em maio, maior alta para o mês em 25 anos

 O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) — a inflação oficial do país — acelerou e fechou o mês de maio em 0,83%. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), é o maior resultado para o mês desde 1996 (quando chegou a 1,22%).

Com a atualização no indicador, o IPCA acumula alta de 3,22% no ano e de 8,06% nos últimos 12 meses — acima dos 6,76% registrados nos 12 meses imediatamente anteriores. Em maio de 2020, a taxa havia sido de -0,38%.

 Com o resultado divulgado nesta quarta-feira (9), a inflação segue acima do teto da meta estabelecida pelo Banco Central para 2021: 5,25%.

Os nove grupos de produtos e serviços presentes na pesquisa registraram alta em maio. A Habitação teve o maior impacto (0,28 ponto percentual) e a maior variação (1,78%) no período. Segundo o IBGE, a alta no segmento ocorre, principalmente, em razão do resultado da energia elétrica (5,37%), o maior impacto individual no índice do mês (0,23 ponto percentual). 

Em maio, entrou em vigor a bandeira tarifária vermelha patamar 1, que acrescenta R$ 4,169 na conta de luz a cada 100 quilowatts-hora consumidos. Entre janeiro e abril, estava valendo a bandeira amarela, cujo acréscimo é menor (R$ 1,343).

Fonte: GZH