• aanovo.png
  • BANNER.png
  • bannereich.png
  • comercio3.png
  • fabianetopo.png
  • gersoncpers.png
  • hermes2.png
  • jadlg.png
  • ponto10d.png
  • seeb.png
  • simpro.png
  • sind.png
  • sindis.png

Unijuí investe mais de R$ 1 milhão na implementação de Smart LiveLab no campus Santa Rosa

Publicado em: 11/12/2021

do site Noroeste Online

 

Verba provém de edital aprovado pela Secretaria de Inovação e Tecnologia do Estado

A Unijuí faz parte de mais uma importante conquista para a comunidade regional. O projeto da “Smart LiveLab: Espaço Colaborativo de Inovação Tecnológica para fomentar o desenvolvimento econômico social da Macrorregião Noroeste e Missões” foi um dos quatro selecionados pelo edital da Secretaria de Inovação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (SICT/RS) e será implementado no campus da Universidade em Santa Rosa.

O projeto, coordenado pelo professor doutor Sandro Sawicki, recebeu da Secretaria o total de R$ 1.057.004,48 (capital e custeio) para implantação de um laboratório colaborativo para o acesso qualificado de toda a Macrorregião. O edital exigia uma contrapartida de 25% do valor solicitado, que foi dividido entre a proponente – Unijuí/Fidene (R$ 205.353,66) – e empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação parceiras: Nuvoni Softwares e I-Convergence Soluções Computacionais (R$ 59.210,08). O total do investimento será de R$ 1.321.568,22.

O Smart LiveLab será focado na criação, prototipagem e testes de soluções no contexto da Internet das Coisas (IoT) e Cidades Inteligentes, concentrando atividades principalmente nas áreas que se destacam na Macrorregião Noroeste/Missões: agronegócio, eletrometalmecânica, geração de energia e atenção integral à saúde. “Com o desenvolvimento de uma solução web ou aplicativo teremos dados em tempo real, como a qualidade do ar e a intensidade de raios UV em uma determinada região da cidade. Também em tempo real, será possível monitorar a qualidade da água dos rios, saber quanto está consumindo a lâmpada de um poste de luz, se há vazamento de gás, umidade do ar, temperatura do solo, rastreamento de animais, carros, nível dos riachos que cortam a cidade, entre inúmeras outras possibilidades”, explica o coordenador.

O Laboratório irá contar com quatro espaços físicos: Front LiveLab – para recepção de parceiros e usuários; Idea LiveLab – para estimular a criatividade e a inovação, com um conjunto de tecnologias que contemplam ferramentas criativas, equipamentos de informática e softwares; Make LiveLab – para o processo de prototipação, produção de pilotos e testes de componentes; Storage LiveLab – um conjunto de servidores de alto desempenho e de alta capacidade, que permite o armazenamento e recuperação dos dados coletados pelos sensores. O outro ambiente é a própria cidade de Santa Rosa, tratada como City LiveLab, que terá a cobertura de 22 antenas para capturar os dados enviados pelos diversos tipos de sensores espalhados na zona urbana e rural.