• aanovo.png
  • BANNER.png
  • bannereich.png
  • comercio3.png
  • fabianetopo.png
  • gersoncpers.png
  • hermes2.png
  • jadlg.png
  • ponto10d.png
  • seeb.png
  • simpro.png
  • sind.png
  • sindis.png

Nova procuradora do MPT-RS em Santo Ângelo

Publicado em: 11/02/2022

 

 

Natural de Caxias do Sul, procuradora Franciele D'Ambros foi empossada em outubro de 2021 e já exercia o cargo na Procuradoria do Trabalho no Município de Ji-Paraná/RO

A nova procuradora do MPT-RS, Franciele D’Ambros, já está em atuação na Procuradoria do Trabalho no Município (PTM) de Santo Ângelo. Ela foi aprovada no 21º concurso da carreira, realizado em 2020, e tomou posse no dia 8/10/2021, em solenidade em Brasília presidida pelo Procurador-Geral da República, Augusto Aras, e pelo Procurador-Geral do Trabalho José de Lima Ramos. Sua primeira lotação foi na PTM de Ji-Paraná (RO).

     Natural de Caxias do Sul, a nova Procuradora se graduou em Direito pela Universidade de Caxias do Sul (UCS), em 2013. É especialista em Direito Público pela Escola Superior da Magistratura Federal no Rio Grande do Sul (ESMAFE/RS) e atuou como advogada em sua cidade natal de 2013 a 2015, com ênfase nas áreas trabalhista e cível. A partir de 2015, foi assessora jurídica da PTM de Caxias do Sul.

     Como procuradora da PTM de Santo Ângelo, ela atuará em uma unidade com abrangência sobre 83 municípios do Estado, incluindo Santo Ângelo, Santa Rosa, Cruz Alta, São Miguel das Missões, Tupanciretã e Três Passos, entre outros.

     "A busca do interesse público primário por meio da proteção e da promoção dos direitos sociais difusos, coletivos e individuais indisponíveis, missão do MPT, notadamente das minorias e dos grupos vulneráveis, sempre me encantou", explica a procuradora, e complementa:

     "Assessorar os Procuradores e Procuradoras do Trabalho em Caxias do Sul possibilitou que eu conhecesse de perto as áreas de atuação do órgão. Percebi que a carreira possibilita uma atuação bastante proativa, sendo o membro verdadeiro agente de transformação social, missão esta que pretendo colocar em prática durante minha atuação, agora como procuradora.”

Fotoarquivo pessoal - Divulgação, MPT-RS