Professores do ensino privado vão às urnas em novembro

Publicado em: 11/10/2019

 
As eleições da nova direção do Sinpro/RS serão realizadas de 5 a 7 de novembro em todo estado por meio de voto eletrônico, envolvendo mais de 22 mil docentes
 

Estas eleições serão as maiores em número de votantes já realizadas pelo Sindicato dos Professores, o mais antigo do estado, instituído em 1938.  É considerado eleitor do Sinpro/RS todo sindicalizado que, na data da votação, tiver mais de três meses de inscrição no quadro social, com as mensalidades quitadas até 30 dias antes das eleições, e estiver dentro dos direitos sociais conferidos no estatuto da entidade. Associado aposentado tem direito de voto assegurado.

A apuração será feita no dia 8 de novembro. Se eleita, a Chapa 1 – Novos desafios, da situação, única inscrita para o pleito, ficará à frente do Sinpro/RS de 1º de janeiro de 2020 a 31 de dezembro de 2022. O processo eleitoral foi aberto no dia 17 de agosto, em Assembleia Geral, que elegeu a comissão eleitoral para coordenar as eleições.

“A participação das professoras e dos professores nas eleições do Sindicato é de fundamental importância”, destaca Erlon Schuler, integrante da atual direção e da Chapa 1. “Isso é o que dará credibilidade e força às lutas empreendidas pelo Sindicato no próximo período. O ano de 2019 foi marcado por uma negociação extensa e aguerrida com os sindicatos patronais, demonstrando o avanço das forças que desejam relativizar direitos já conquistados. Assim, a participação de todos os profissionais é, além de estratégica, um ato de defesa pela continuidade das lutas”, explica ele.

VOTO ELETRÔNICO – Neste ano, buscando modernizar a votação, a eleição será por meio eletrônico. Os professores votarão em tablets, disponibilizados especialmente para o pleito, diretamente em suas instituições de ensino, independentemente do nível em que atuam, ou nas sedes do Sindicato em todo o estado. Professores aposentados, os sócios que pagam as mensalidades por boleto ou débito ou aqueles que atuam em escolas com até três professores votarão pela internet. Esses receberão uma senha pessoal e exclusiva com as devidas orientações. Para os demais, a garantia do voto único por usuário se dá pela validação de dados pelo mesário no local de votação e uso de senha pelo votante. Uma segunda senha específica para confirmação, antes da votação, é utilizada pelo mesário.

Todo o processo de votação será realizado pela empresa Eleja On Line, especializada em votações deste tipo. O sistema é criptografado e tem certificações de segurança que permitem auditoria. “O que se deseja é que a categoria possa comparecer às urnas e expressar sua vontade, mas que os procedimentos burocráticos sejam muito mais ágeis e precisos”, explica Rômulo Escouto, presidente da comissão eleitoral, composta também pelos professores Ana Lúcia Tomazi, Elói João Kirsten, João Batista de Barros Minuzzi, Antonieta Beatriz Mariante e Rejani Maria Friedrich.

Informações sobre as eleições e os editais específicos podem ser acessados no site www.sinprors.org.br/eleicoes.

  • bancarios-sindicato20160328.png
  • cprgsbannerl.png
  • d90d1784-7bef-4709-89cc-43a0c1bbea83.jpg
  • e9aa0085-5706-4b39-b64a-277c478a7fcb.jpg
  • servidores-municipais-logo250-201902.jpg
  • sindisaude.png
  • SitioMargarida200x200-20171116.jpg
  • 16f338d8-07ee-4170-b637-5f81d690af77.jpg
  • 69ec07e2-3820-4b13-becd-833c1be37021.jpg
  • bannerlhermes.png
  • bannersimpro2.png
  • CafePequeno20151016-164x164.jpg
  • jadlog20170906.gif
  • Lateral-revista-Afinal-250x250.jpg
  • limberger-advocacia-250-20171108.jpg