• bannereich.png
  • comercio3.png
  • fabianetopo.png
  • gersoncpers.png
  • hermes2.png
  • jadlg.png
  • limberg2.png
  • ponto10d.png
  • seeb.png
  • simpro.png
  • sind.png
  • sindis.png

O preço da luz é um roubo

Publicado em: 13/03/2020

Março é mês de luta dos atingidos/as! 
 
 
Neste dia 10/03, como parte da Jornada de Lutas dos Atingidos e Atingidas por Barragens, a Coordenação Estadual do MAB/RS esteve reunida com as direções da Central Única dos Trabalhadores/RS (CUT/RS) e do Sindipetro/RS.
 
Nas conversas, foi feito um panorama das pautas dos atingidos do RS, com destaque para a campanha nacional "O preço da luz é um roubo!".
 
A CUT apresentou a proposta da ação "CUT Volante" que pretende percorrer diversas regiões do estado, num processo de formação e diálogo com as bases  a partir de suas realidades e necessidades concretas. O MAB se colocou como parceiro nessa construção, apresentando as autodeclarações como ferramenta de diálogo, a partir da questão das tarifas de energia. A CUT se colocou como parceira na luta pela diminuição das tarifas, retorno do subsídio rural e manutenção da Tarifa Social de Energia Elétrica.
 
Com o Sindipetro, foi realizada uma avaliação da greve da categoria, na qual militantes do MAB se somaram na vigília em frente ao EDISE, no RJ e promoveram plenárias em solidariedade nos municípios de Santa Rosa e Erechim. Também foi afirmada a importância do fortalecimento e dos processos de formação a partir da Plataforma Operária e Camponesa da Água e Energia.
 
Já na manhã desta quarta (11), o MAB/RS esteve reunido com Eberson Thimming Silveira e Paulo Renato Paim, respectivamente os diretores dos Departamentos de Energia e de Recursos Hídricos e Saneamento da Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Infraestrutura.
O MAB cobrou a resposta da SEMA a respeito da pauta dos atingidos/as do RS, entregue ainda em outubro de 2019, ao secretário Artur Lemos (PSDB).
 
Também foram cobrados esclarecimentos a respeito da revogação ocorrida em novembro de 2019, do Decreto 51.595/14, que instituía as políticas de direitos e desenvolvimento das regiões atingidas por barragens.
⚠Outro ponto levantado foi a questão do andamento do projeto de construção do Complexo Hidrelétrico Binacional Garabi-Panambi (Brasil/Argentina).
 
Além disso, foi cobrado um posicionamento do governo a respeito do fim do subsídio aos agricultores/as na tarifa de energia elétrica.
 
Os diretores se comprometeram em encaminhar a resposta à pauta dos atingidos/as dentro de 30 dias.
Na parte da tarde, a Coordenação do MAB/RS esteve na ALRS, em diálogo com os mandatos dos deputados estaduais Jeferson Fernandes e Edegar Pretto, do PT.
 
Nas conversas, os atingidos/as presentes denunciaram o ataque promovido pelo  governador Eduardo Leite (PSDB), em novembro de 2019, ao revogar o Decreto nº 51.595/14, o qual instituía as políticas estaduais de direitos para as populações ameaçadas por barragens e de desenvolvimento das regiões já atingidas.
 
No diálogo com os assessores do gabinete de Jeferson Fernandes, foi tratado do andamento do projeto do Complexo Hidrelétrico Binacional Garabi-Panambi (Brasil/Argentina) que atingirá a região noroeste do RS e as Províncias de Misiones e Corientes, na Argentina.
 
Ambos os deputados manifestaram apoio irrestrito à pauta dos atingidos/as do RS, se colocando como parceiros na luta por direitos.
 
A agenda fez parte da Jornada de Lutas dos Atingidos/as no RS, que ocorre ao longo do mês de março.
 
 
 
 
 
 
 
 
Foto no gabinete do Edegar Pretto: Thiago Koche
Demais fotos: MAB
  • bancarios-sindicato20160328.png
  • cprgsbannerl.png
  • d90d1784-7bef-4709-89cc-43a0c1bbea83.jpg
  • e9aa0085-5706-4b39-b64a-277c478a7fcb.jpg
  • servidores-municipais-logo250-201902.jpg
  • sindisaude.png
  • SitioMargarida200x200-20171116.jpg
  • 16f338d8-07ee-4170-b637-5f81d690af77.jpg
  • 69ec07e2-3820-4b13-becd-833c1be37021.jpg
  • baixo.png
  • bannersimpro2.png
  • CafePequeno20151016-164x164.jpg
  • jadlog20170906.gif
  • limberger-advocacia-250-20171108.jpg