• aanovo.png
  • BANNER.png
  • bannereich.png
  • comercio3.png
  • fabianetopo.png
  • gersoncpers.png
  • hermes2.png
  • jadlg.png
  • ponto10d.png
  • seeb.png
  • simpro.png
  • sind.png
  • sindis.png

Desespero empresarial (por Adalberto Paulo Klock)

Publicado em: 01/04/2020

 

Sabemos que a economia é importante, mas ela vale quanto? Vale a vida de grande número de trabalhadores.

Do meu culto amigo Irsan Shubeita Filho coube o seguinte comentário:Infelizmente abrir o comércio neste momento não salvará qualquer empresa. Os consumidores estão assustados e sem boas perspectivas para os próximos meses. O comércio já vinha cambaleante há meses. Penso que os consumidores não aparecerão em momento tão crítico. Os empresários deveriam estar pressionando o governo para liberar imediatamente os recursos de que dispõe, ato que trará mais resultados práticos e permitirá a retomada dos negócios daqui uns 90 dias. Sem o dinheiro público para todos a quebradeira será geral”.

Não tem o que pôr ou tirar. Sem ajuda do Estado, a economia demorará décadas para se recuperar, se se recuperar.

Há pouco li artigo de que as cidades que se isolaram na peste negra foram as que mais rapidamente se recuperam economicamente após a epidemia. Portanto, quebrar o isolamento é suicídio econômico. A medida correta é compreendermos que o Estado precisa socorrer seu povo, precisa defender seu povo. E para isso ele tem mecanismos importantes e fundamentais para socorrer e ultrapassar crises. Porém, o sistema adotado pelo Estado Brasileiro no (des)governo Bolsonaro afundará o Brasil.

O Governo Bolsonaro gastou U$ 31 bilhões (R$ 158,1 Bilhões) do início do ano até agora para contentar a Bolsa de Valores e agiotas econômicos. O governo deu aos Bancos, para salvar o sistema financeiro, a bagatela de R$ 1,3 trilhões. E quando foi para ajudar o povo, o trabalhador, ele deu, contrariado, ajuda de R$ 600,00 por três meses para os trabalhadores, vai gastar U$ 8 bilhões (R$ 40,8 bilhões).

Caso fosse invertido isso, e se investisse no povo o valor gasto na Bolsa de Valores e o valor dado aos Bancos, mais o agora apoio aos trabalhadores, poderíamos ajudar a todos os trabalhador e pequenos e médios empresários deste país com ajuda efetiva, sairíamos dessa crise forte e com sentimento de sociedade.

Vejamos, no Brasil temos 30 milhões de desempregados, 39 milhões na informalidade e autônomos e mais 36 milhões de carteira assinada, o total de 105 milhões de trabalhadores. Somando os valores dados aos bancos, à Bolsa de Valores e mais a ajuda aos trabalhadores, teríamos R$ 1.498.900.000.000,00. Esse valor dividido pelo número de trabalhadores (105 milhões), daria o valor de R$ 14.275,24 para cada trabalhador brasileiro, renda de 2,379,20 por 6 meses, ou R$ 4.758,41 por três meses.

Quem deve salvar a economia é o Estado, concedendo o dinheiro que é do povo para o povo. O resto é só roubo e mais roubo do povo, e a condenação à morte do povo. Isso os empresários precisam compreender e cobrar de quem realmente deve ser cobrado, fazendo o certo e não o errado como estão a fazer agora, exigindo o fim do isolamento social.

Não-profissionais

Transcrevo o pedido feito por Ruben Gonzalez: 

Há necessidade de se fazer um apelo a todos os órgãos de classe, seja OAB, Conselho de Medicina, Ministério Público Estadual e Federal e outros órgãos competentes. 

A COVID-19 está classificada pela OMS (Organização Mundial de Saúde) como grau de pandemia nível 6, o mais alto na escala da OMS. Ou seja, a mais importante organização mundial da saúde declarou a gravidade da pandemia e todos os cuidados necessários à doença, que não tem cura até o presente momento, e constatou o elevado grau de transmissão e potencial mortalidade.

Dessa forma é de se pedir às autoridades deste país, as instituições, aos agentes públicos competentes, à OAB, aos Conselhos de Medicina e conselhos que tratam de saúde, que em caráter de urgência peçam a cassação imediata do registro de todos os médicos, sem exceção, que estejam, especialmente em nome do núcleo de ódio de Bolsonaro, pregando a verticalização do processo de isolamento, pois não é essa a recomendação da Organização Mundial de Saúde e não existe nenhuma comprovação técnico-científico de que esse ato proposto por Bolsonaro, que é um notório desequilibrado mental, uma pessoa com sérios problemas cognitivos, tenha eficácia ou validade. E assim, qualquer profissional que o esteja seguindo, profissionais com registros médicos, que tenham seus registros médicos cassados imediatamente de forma irrevogável. E esses péssimos profissionais pululam a internet, sendo facilmente encontrados vários vídeos de médicos que buscam endossar essas loucuras, indo contra as recomendações da OMS e de 99,9% dos países e dos conselhos científicos do mundo.

Reiteramos: Conselho de Medicina, OAB, MPE e MPF, cassem imediatamente o registro profissional desses conveniados. Como é possível se confiar em um médico que faça isso, contrarie todos os estudos técnicos e todas as orientações do maior órgão de saúde do planeta e da experiência da quase unanimidade dos países.

 

(*) Adalberto Paulo KLock é servidor público.

  • bancarios-sindicato20160328.png
  • cprgsbannerl.png
  • d90d1784-7bef-4709-89cc-43a0c1bbea83.jpg
  • e9aa0085-5706-4b39-b64a-277c478a7fcb.jpg
  • servidores-municipais-logo250-201902.jpg
  • sindisaude.png
  • SitioMargarida200x200-20171116.jpg
  • 16f338d8-07ee-4170-b637-5f81d690af77.jpg
  • 69ec07e2-3820-4b13-becd-833c1be37021.jpg
  • baixo.png
  • BANNERL.png
  • bannersimpro2.png
  • CafePequeno20151016-164x164.jpg
  • jadlog20170906.gif