• aanovo.png
  • BANNER.png
  • bannereich.png
  • comercio3.png
  • fabianetopo.png
  • gersoncpers.png
  • hermes2.png
  • jadlg.png
  • ponto10d.png
  • seeb.png
  • simpro.png
  • sind.png
  • sindis.png

Ministério multa frigorífico Alibem Alimentos em R$ 159,2 milhões

Publicado em: 30/09/2021

O Ministério da Agricultura multou em R$ 159,2 milhões a Alibem Alimentos S. A, que atua na produção de carne suína e bovina e tem sede no Rio Grande do Sul. O frigorífico foi um dos alvos da Operação Semilla, da Polícia Federal (PF), deflagrada em 2015, que investigou casos de corrupção envolvendo a Superintendência Federal da Pasta no Estado e empresas do agronegócio gaúcho. 

A decisão do julgamento do processo administrativo, conduzido pela Corregedoria Geral do ministério, foi publicada nesta quarta-feira no Diário Oficial da União. O documento relata o acolhimento parcial do relatório final e indica o cometimento de três fatos ilícitos distintos pela empresa, com previsão na Lei Anticorrupção de 2013. Procurada, a Alibem afirmou que vai solicitar a reconsideração e nega a ocorrência das irregularidades. 

Segundo os trechos da legislação indicados na decisão, a empresa foi condenada por prometer, oferecer ou dar, direta ou indiretamente, vantagem indevida a agente público, ou a terceira pessoa a ele relacionada; comprovadamente, utilizar-se de interposta pessoa física ou jurídica para ocultar ou dissimular seus reais interesses ou a identidade dos beneficiários dos atos praticados; e dificultar a atividade de investigação ou a fiscalização de órgãos, entidades ou agentes públicos, ou intervir em sua atuação, inclusive no âmbito das agências reguladoras e dos órgãos de fiscalização do sistema financeiro nacional. Os três atos são considerados lesivos à administração pública.

O ministério ainda determinou a publicação da condenação em veículos de grande circulação nacional e que o grupo seja inserido no Cadastro Nacional de Empresas Punidas (CNEP). A Alibem tem prazo de dez dias para um eventual pedido de reconsideração da decisão. O prazo para o pagamento da multa é de 30 dias. Além do Rio Grande do Sul, a empresa atua em Mato Grosso e exporta carne suína para diversos países, como Hong Kong e União Europeia. 

“A Alibem foi surpreendida com a decisão publicada e providenciará o cabível pedido de reconsideração. A empresa confia na justiça e permanece à disposição das autoridades para demonstrar a não ocorrência de nenhum dos fatos que lhe são imputados”, diz a companhia em nota enviada ao Valor. 

A Operação Semilla investigou crimes no âmbito da Superintendência do Ministério da Agricultura no Rio Grande do Sul (SFARS). O então superintendente, Francisco Signor, chegou a ser afastado do cargo e responde na Justiça Federal por suposto recebimento de propina e lavagem de dinheiro. Ele também teria favorecido a Alibem com fiscalizações menos rígidas em troca de propina, segundo a investigação. Outros frigoríficos e empresas de ramos distintos, como laticínios e eventos, também estavam envolvidas, segundo informação da PF à época. 

Fonte: Valor Econômico via beefpont.com.br

  • bancarios-sindicato20160328.png
  • cprgsbannerl.png
  • d90d1784-7bef-4709-89cc-43a0c1bbea83.jpg
  • e9aa0085-5706-4b39-b64a-277c478a7fcb.jpg
  • servidores-municipais-logo250-201902.jpg
  • sindisaude.png
  • SitioMargarida200x200-20171116.jpg
  • 16f338d8-07ee-4170-b637-5f81d690af77.jpg
  • 69ec07e2-3820-4b13-becd-833c1be37021.jpg
  • baixo.png
  • BANNERL.png
  • bannersimpro2.png
  • CafePequeno20151016-164x164.jpg
  • jadlog20170906.gif